Jesuíta contribui na publicação de livro que aborda vivências na Amazônia brasileira

Artigo do Pe. Sandoval Rocha, SJ, destaca resistência da sociedade civil contra a privatização dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Manaus, maior centro urbano da Amazônia.
Jesuíta contribui na publicação de livro que aborda vivências na Amazônia brasileira

No cenário desafiador da Amazônia brasileira, o Pe. Sandoval Rocha, coordenador do Fórum das Águas, traz sua contribuição através do artigo A Democratização do Saneamento em Manaus. Este trabalho é parte integrante do livro coletivo TENSÕES E VIVÊNCIAS AFIRMATIVAS NA AMAZÔNIA BRASILEIRA, que reúne pesquisadoras e pesquisadores de diversos estados amazônicos e de instituições pelo Brasil.

A iniciativa surgiu da parceria entre a Universidade de São Paulo e a Universidade de Salamanca, que busca visibilizar os principais debates e questões que afetam a região amazônica na atualidade.

O foco do artigo reside na resistência ativa da sociedade civil contra a privatização dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Manaus, o maior centro urbano da região. Descrevendo a luta pelo controle da água, o referencial teórico aborda a diversidade de usos e significados atribuídos a esse recurso vital. Utilizando métodos como entrevistas, análise documental e observação participante, o artigo destaca como esses serviços essenciais são apropriados por empresas de saneamento, beneficiando investidores em detrimento dos consumidores, que enfrentam uma cidadania precária.

O religioso destaca que o artigo é resultado de vários anos de pesquisa e observação: “Com o texto, busca-se colocar em discussão o modelo de Saneamento adotado em Manaus, mostrando que bens essenciais como a água não devem ser submetidos à lógica do mercado, uma vez que os setores mais pobres da sociedade sofrem ao se tornarem reféns dos empresários e financistas que priorizam o lucro e os próprios interesses, ignorando a qualidade de vida do povo. ”

Ele também fala da importância da obra na busca de soluções. “Procura-se também sensibilizar os poderes públicos para que busquem políticas públicas mais democráticas, justas e sustentáveis que atendam adequadamente as necessidades básicas da população”, conclui o jesuíta.

Para conferir o livro, acesse o link abaixo:

Baixe o Arquivo Marco de Orientação

INFORMAÇÕES DE CONTATO

Felipe Moura

COMPARTILHAR

Notícias Relacionadas