Mochilaço Jovem 2023 mergulha na realidade socioambiental da Amazônia

Evento promovido pelo Espaço MAGIS Manaus reuniu cerca de 30 participantes em uma peregrinação espiritual na área Missionária Santa Margarida de Cortona.
Mochilaço Jovem 2023

Cerca de 30 jovens de diferentes comunidades de Manaus participaram do Mochilaço Jovem 2023, uma peregrinação espiritual promovida pelo Espaço MAGIS Manaus, na área missionária Santa Margarida de Cortona, no final de semana, de 17 a 19 de novembro. 

O evento, que teve como tema “Cuidado da Casa Comum”, foi uma oportunidade para os jovens refletirem sobre a beleza da criação e a suas responsabilidades como cuidadores da Amazônia.

A atividade iniciou com um momento de acolhida e integração. No sábado (18), eles realizaram uma peregrinação inaciana pelas ruas do bairro Cidade de Deus, onde está localizada a Área Missionária, com paradas de reflexão, oração e partilha. Mais tarde, as juventudes tiveram a oportunidade de fazer uma trilha no Museu da Amazônia, o MUSA, e se conectarem com a natureza ainda mais. 

Representantes do Serviço Amazônico de Ação, Reflexão e Educação Socioambiental (SARES) e do Serviço Inaciano de Espiritualidade (SIES Manaus) colaboraram com o evento. O Sares trouxe a temática dos quatro elementos da natureza: fogo, terra, ar e água. O Sies revelou a história de Santo Inácio, o peregrino de Deus, e a pedagogia inaciana.

Beatriz Silva, jovem da Fundação Fé e Alegria Amazonas que participou do evento, ressaltou que a temática deste ano permitiu um olhar cuidadoso para as questões socioambientais: “Esse é meu segundo Mochilaço Jovem, e a temática é muito importante para quem está na Amazônia, onde a experiência de contemplar a natureza e refletir sobre sustentabilidade faz toda a diferença”. E concluiu dizendo: “A caminhada ressaltou que precisamos mais do que nunca agirmos, em prol do bem da nossa Casa Comum.” 

Já o jovem Thales Mendes, do plano de candidatos à Companhia de Jesus, enfatizou a alegria de participar do evento e comentou sobre a contribuição da peregrinação para seu discernimento vocacional e de possíveis novos vocacionados presentes no Mochilaço.: “É uma alegria estar em sintonia com as preferências apostólicas da Companhia de Jesus, caminhando tanto na área urbana quanto na reserva. Isso é enriquecedor para a própria experiência e discernimento vocacional”, disse ele. 

Márcio Fernandes, membro leigo do SIES, destacou a importância do Mochilaço, incentivando os jovens a refletirem sobre suas atitudes e comportamentos e a importância de olhar para o ser humano como algo sagrado: “A caminhada trouxe aspectos socioambientais importantes para a realidade de Manaus, como a seca dos rios e as queimadas. Isso faz os jovens refletirem sobre suas ações, não apenas ambientais, mas também espirituais.”

No encerramento da atividade, o grupo juvenil participou da missa e cada pessoa pôde compartilhar suas experiências, destacando a transformação proporcionada pelo evento.

Fabrício Vassoler, jesuíta que esteve à frente da organização da atividade, sublinhou a peregrinação como um ponto alto do Mochilaço, proporcionando reflexões sobre desafios enfrentados em Manaus. “O Mochilaço sempre supõe uma peregrinação, e é no caminho que as coisas se dão. Este ano, voltamos nosso olhar para as condições climáticas de Manaus, refletindo sobre o fogo, o ar, a terra e a água”, ressaltou o jesuíta.

O Mochilaço Jovem acontece todos os anos e é realizado pelo Espaço MAGIS Manaus, sua metodologia envolve a espiritualidade inaciana a partir do autoconhecimento, de ser mais para os demais e em tudo Amar e Servir.

Confira alguns registros:

INFORMAÇÕES DE CONTATO

Felipe Moura

COMPARTILHAR

Notícias Relacionadas