Primeira edição da Romaria das Águas será realizada em Manaus

Evento liderado pelo Fórum das Águas convoca sociedade civil para proteger os recursos hídricos e denunciar a poluição na Amazônia

Encontro das Águas em Manaus (AM) - Foto: Ricardo Oliveira

No próximo dia 22 de março, Dia Mundial da Água, a cidade de Manaus será palco da primeira edição da Romaria das Águas, uma iniciativa promovida pelo Coletivo Fórum das Águas em parceria com a organização Habitat para a Humanidade Brasil. Com início às 08h (horário de Manaus), a saída acontece no Porto do Ceasa em direção ao Encontro das Águas, visando conscientizar e mobilizar a sociedade para a defesa dos recursos hídricos, destacando a grande importância da água para todas as formas de vida.

Primeira edição da Romaria das Águas será realizada em Manaus

O cenário escolhido para esta romaria simboliza a riqueza hídrica da região amazônica, onde os rios Negro e Solimões se encontram. Com o tema “Água é vida que flui em tudo e para todos”, a iniciativa busca não apenas sensibilizar sobre a relevância da água, mas também denunciar a má gestão dos recursos hídricos na cidade e na Amazônia como um todo.

Pe. Sandoval Rocha, SJ, coordenador do Fórum das Águas, enfatizou a importância do evento, destacando que a água é um elemento fundamental para a região amazônica, não apenas como recurso natural, mas também como direito social e humano. Ele ressaltou a necessidade de um maior cuidado e respeito com as águas, incluindo questões como saneamento básico e abastecimento de água potável.

“Ao falarmos de cuidar das águas, nos referimos à forma como estamos utilizando esse recurso, se estamos poluindo ou tratando adequadamente, se estamos cuidando dos nossos lençóis freáticos, dos nossos igarapés, dos nossos rios”, afirmou o Pe. Sandoval, SJ.

Ele também mencionou problemas específicos enfrentados pela cidade de Manaus, como a poluição do Rio Tarumã-Açu e a falta de saneamento, que impactam diretamente na qualidade da água. “Temos o problema, por exemplo, de uma grande questão, uma poluição acontecendo agora e que está em pauta na mídia, a questão dos flutuantes no Rio Tarumã-Açu sendo retirados em função da grande poluição causada nesse rio e, claro, pela falta de saneamento que afeta a qualidade dessas águas”, destacou o Pe. Sandoval, SJ.

Pe. Sandoval Rocha, SJ

A Romaria das Águas surge como um chamado à ação, convocando todas as organizações da sociedade civil preocupadas com a preservação dos recursos hídricos a se unirem neste importante movimento em prol da vida e do planeta.

INFORMAÇÕES DE CONTATO

Felipe Moura

COMPARTILHAR

Notícias Relacionadas