SARES

HISTORIA

O Serviço Amazônico de Ação, Reflexão e Educação Socioambiental – SARES iniciou sua história em 2003, com a finalidade de contribuir para a formação social de agentes de pastoral, pois havia a necessidade, enquanto igreja local, de capacitar lideranças para refletir e atuar nas problemáticas das questões sociais na Amazônia. Nesse ínterim, a Companhia de Jesus em parceria com o Instituto Missionário da Consolata e a Arquidiocese de Manaus decidem então, constituir a primeira versão do SARES que antes estava voltado, sobretudo, para a Educação Social. Fazem parte dessa história alguns importantes jesuítas, como: Pe. Roberto Jaramillo (Superior da Região da Amazônia – BAM, da época), Pe. Cláudio Perani (Coordenador, a partir de 2004 até o final de sua vida em 2008) e Pe. Guillermo Cardona (que atuou no SARES entre 2010 e 2013). Entre 2014 e 2015, o SARES ficou desativado.

Entretanto, no período que o SARES estava desativado foi aprovado o Plano Apostólico da Província dos Jesuítas do Brasil – BRA, já em um novo contexto, pois a Companhia de Jesus passou também por um processo de reestruturação de sua organização no país. Tal documento de evangelização está em consonância com as opções apostólicas da Companhia na América Latina, especialmente no tocante à eleição peculiar de cuidar da Amazônia como dom de Deus para o mundo. Nesse novo contexto foram estabelecidas bases para que o SARES pudesse novamente repensar sua proposta e atividades, e para colaborar nesta rearticulação contou-se com o Pe. José Miguel Clemente, em 2015. A missão era rearticular e reativar o SARES, que estava prescrito no mapeamento dos centros sociais Jesuítas e nos horizontes do Marco de orientação da Promoção da Justiça Socioambiental – PJSA da BRA. 

Nesse sentido, inicia-se uma mobilização com os ex-alunos e professores do “antigo” SARES para iniciar os primeiros passos para a nova fase. Esse processo resultou em um seminário que foi realizado em 2016, o qual foi marcado pela memória histórica da instituição, evidenciando também sua importância para a formação socioambiental na Amazônia. 

Assim, tendo em vista esse contexto favorável, em 27 de setembro de 2016, o SARES, na nova fase, ganhou um novo verbete, mas que na verdade, assumiu uma nova missão, que foi exatamente a Educação Socioambiental como foco de sua identidade, ampliando sua atuação e acolhendo novos desafios. Todavia, a fim de conservar a sua rica história, que iniciou ainda nos anos 2000, o SARES permaneceu com a mesma sigla da sua marca anterior, mas com o foco no cultivo da consciência amazônica. É então, a partir desse contexto, que o SARES assumiu a sua nova missão dentro da realidade amazônica até o momento presente.

  • Missão – Ser um serviço articulador e aglutinador a fim de potencializar iniciativas em rede, focando temáticas ligadas à Promoção da Justiça Socioambiental que visa contribuir para a sociedade do “Bem Viver”.
  • Visão – Ser reconhecido como instância impulsionadora da consciência ambiental e de referência para a ação e educação socioambiental, na construção de uma sociedade sustentável e/ou sociedade do “Bem Viver”.
  • Valores – Não foram informados.
  • Beneficiários diretos e Indiretos: Jovens, universitários (as), lideranças comunitárias, pastorais sociais, movimentos sociais, ativistas ambientais, lideranças indígenas, professores (as) e educadores populares.

ATUAÇÃO

  • Seminário de Educação Popular.
  • Curso de Extensão Polinizadores da Ecologia Integral.
  • Articulação em defesa do Encontro das Águas.
  • Articulação com a Frente de Mobilização de Direito Indígena.
  • Publicação de conteúdo digital em defesa das causas socioambientais (lives), inclusive a temáticas relacionadas à pandemia e ao curso de polinizadores.
  • Representações públicas através de ofícios, manifestos, em defesa do saneamento básico na cidade de Manaus.
  • Assessoria de um grupo de conscientização agroecológica no município de Iranduba – AM.
  • Assessoria e apoio ao Dossiê Agro é Fogo.

REDE DE COLABORAÇÃO

Parceiros:

  • FMCJS – Fórum de Mudanças Climáticas e Justiça Social
  • AMARN – Associação das Mulheres do Alto Rio Negro
  • Cáritas Arquidiocesana de Manaus
  • CIMI – Conselho Indigenista Missionário 
  • CNLB – Conselho de Leigos e Leigas da Arquidiocese de Manaus
  • COPIME – Coordenação dos Povos Indígenas de Manaus e Entorno;
  • FOREEIA – Fórum de Educação Escolar e Saúde Indígena
  • ITEPES Instituto de Teologia Pastoral e Ensino Superior da Amazônia
  • Instituto Sumaúma
  • Movimento SOS Encontro das Águas
  • Parque das Nascentes do Mindu
  • REPAM – Rede Eclesial Panamazônica
  • SECOYA – Serviço de Cooperação ao Povo Yanomami
  • Sindicato dos Jornalistas

Ação Pública incidência em rede:

  • Fórum das Águas 
  • REPAM: Rede Eclesial Pan-Amazônica 

Conselhos:

  • CES/AM – Conselho Estadual de Saúde 
  • CBHTA – Comitê de Bacias Hidrográficas do Rio Tarumã-Açu 

Interfaces:

  • OLMA – Observatório Nacional de Justiça Socioambiental Luciano Mendes de Almeida: eixo Amazônia – assessoria sobre a temática socioambiental através de palestras, informativo, entre outros;
  • UNISINOS – Universidade do Vale do Rio dos Sinos:  apoio em difusão de cursos de extensão.
  • CAC – Centro Alternativo de Cultura: parceria através de projetos, temas e assessorias.
  • SJMR (AM/RR) – Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados: parceria através de projetos e temas ligados aos processos migratórios.
  • Equipe Itinerante: parceria em místicas e ações de acompanhamento em comunidade sateré mawé no município de Maués – AM.
  • IHU/Unisinos – Instituto Humanitas da Unisinos: colaboração com a divulgação de notícias e artigos.
  • UNICAP – Universidade Católica de Pernambuco: apoio em difusão de cursos de extensão.

  MURAL DE FOTOS

INFORMAÇÕES DE CONTATO

INFORMAÇÕES DE CONTATO

SARES – Serviço Amazônico de Ação, Reflexão e Educação Socioambiental
ENDEREÇO
Av. Leonardo Malcher, 339 – Aparecida – Manaus /AM 
CONTATO
(92) 98440-9134
[email protected] 
Facebook.com/SareSJ

Instagram.com/saressocioambiental

DIREÇÃO/COORDENAÇÃO
Coordenação: Pe. Paulo Tadeu Barausse, SJ

COMPARTILHAR

Notícias Relacionadas

NEWSLETTER

NEWSLETTER

© Copyright Jesuítas Brasil – Preferência Apostólica Amazônia. Feito com por

NEWSLETTER

© Copyright Jesuítas Brasil – Preferência Apostólica Amazônia. Feito com por