Serviço Inaciano de Espiritualidade – SIES Manaus

HISTÓRIA

Um serviço de espiritualidade na Amazônia foi um apelo sentido nas assembleias da extinta BAM – Região Brasil Amazônia (área geográfica de missão da Companhia de Jesus entre os anos de 2005 – 2014). A história do SIES Manaus está ligada a esse apelo.

No início, o Pe. Roberto Jaramillo, SJ (Antigo Superior da BAM entre os anos 2005 e 2010), enviou uma carta convocatória a todo o corpo apostólico na região, na qual salientou dois pontos de reflexão sobre a promoção dessa espiritualidade, sendo eles: leveza e mobilidade. Isso porque pareciam ser características adequadas “para a realidade da geografia humana da Amazônia e atitudes altamente evangélicas e proféticas”, segundo ele afirmava.

A ideia, a princípio, era uma equipe móvel de espiritualidade que se colocasse a serviço dos povos e da cultura amazônica, composta por religiosos e religiosas de diversas instituições, entre elas a Companhia de Jesus. Além disso, com a participação ativa de leigos e leigas. O desejo era ir ao encontro das necessidades espirituais da comunidade amazônica oferecendo propostas encarnadas e adaptadas a estas necessidades. Um pequeno grupo interessado na proposta se mobilizou para dar andamento a estrutura de projeto comum, composição e iniciativas de serviço, em 2006. Ano que hoje é considerado a data de fundação deste serviço. Em seguida, o Pe. Adilson Almeida, SJ, foi nomeado representante da Comissão de Espiritualidade da Região Brasil Amazônia, o que ajudou a refletir a configuração e ação da Equipe Móvel de Espiritualidade.

A primeira atividade desta equipe ocorreu na oportunidade de promover um encontro de espiritualidade para celebrar o ano jubilar inaciano de 2006. Ela ofereceu também algumas tardes de reflexões, retiros, exercícios espirituais na vida cotidiana e oficinas de mística e espiritualidade neste período inicial. Apesar disso, depois de algumas iniciativas realizadas e outras projetadas, era sentido na equipe a necessidade de vislumbrar melhor o projeto comum assumido. Algumas pessoas que deram o ponta pé inicial foram saindo e outras com ânimo novo entraram. Em dado momento foi necessário redefinir horizontes.

Sugiram inquietações sobre as indefinições da equipe no serviço como: é promover a espiritualidade inaciana? É viável a intercongregacionalidade ainda? É obra dos Jesuítas ou não é? Não é muito chão para um número reduzido de pessoas? Quem somos, afinal?

Depois de alguns diálogos e discernimentos sobre como estavam atuando e o alcance que tinham, concluíram que: seria uma frente de trabalho dos jesuítas e que a promoção da espiritualidade seria inaciana com amplo apoio no diálogo com a cultura amazônica. E, pensaram ações que dessem visibilidade a espiritualidade inaciana na Região, em colaboração direta ou indireta com todos os jesuítas que estavam trabalhando com o ministério da espiritualidade. Também ficou definido que todos os que estivessem promovendo algo sobre a nossa espiritualidade – jesuítas ou não jesuítas – deveriam sentir-se chamados a ser parte desse serviço inaciano e colaboradores diretos na missão. 

Neste sentido, definiu-se o que hoje é o mais próximo daquilo que somos: Serviço Inaciano de Espiritualidade – SIES. Atualmente, a equipe é composta por 14 membros, entre eles leigos (as) e religiosos (as).

  • Missão: Ajudar o povo de Deus, pessoas e comunidades, na oração e discernimento, para serem dóceis à ação do Espírito Santo, capazes de perceber para onde sopra este mesmo Espírito em nossos dias, no “sentir e saborear” Deus em todas as coisas. Além disso, apoiar ou propor iniciativas de diálogo com outras espiritualidades, e contribuir para o resgate da riqueza da cultura e religiosidade amazônica, presentes em diferentes formas de expressão e crenças populares com as quais somos chamados a dialogar.
  • Visão: Ser vista como um serviço que articula processos e pessoas para a difusão da espiritualidade inaciana que emana dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola  oferecidos em suas diversas modalidades, unido a uma espiritualidade ecológica no chão amazônico.
  • Valores: Valorizamos o discernimento pessoal e comunitário atento à Palavra de Deus, a promoção da fé e da justiça e diálogo com outras espiritualidades.

ATUAÇÃO

– Exercícios na Vida Cotidiana (EVC): para quem deseja fazer a experiência dos exercícios inacianos no dia a dia em grupo ou individual, sendo acompanhado (a) quinzenalmente ou mensalmente por um orientador espiritual. 

– Exercícios Espirituais em Etapas: para quem se dispõe a participar de retiros de fim de semana ao longo do ano, correspondendo às quatro semanas dos exercícios espirituais. Atividade em parceria com a Casa de Retiro Vicente Cañas.

– Dias de Oração Acompanhada (DOA): para turmas de EVC, grupos paroquiais, pastorais e movimentos em geral, que queiram vivenciar um dia de espiritualidade no estilo inaciano.

– Retiro de finais de Semana: para Paróquias e Áreas Missionárias, integrando a  espiritualidade inaciana.

– Ciclos de Formação: para grupos paroquiais, pastorais e movimentos em geral, que queiram aprofundar a Fé e Vida.

Encontros, Jornada de Espiritualidade: para aprofundar o sentido da vida e do homem, na medida em que se deixa invadir pela espiritualidade, que deve levar ao compromisso consigo e com os outros. 

REDES DE COLABORAÇÃO

Participamos de atividades com a rede de Espiritualidade Inaciana – SERVIR da Província dos Jesuítas do Brasil e com a rede SIES (Salvador,  Teresina, Manaus).

MURAL DE FOTOS

 

INFORMAÇÕES DE CONTATO

Serviço Inaciano de Espiritualidade – SIES Manaus
ENDEREÇO
Av. Leonardo Malcher, 339 – Aparecida – Manaus /AM 
CONTATO
(92) 984404114  | (92) 981688607
[email protected]
DIREÇÃO/COORDENAÇÃO
Assessor: Pe. Emilio Moreira Magro, SJ
Coordenação: Ivone de Souza Leitão

COMPARTILHAR

Notícias Relacionadas

NEWSLETTER

NEWSLETTER

© Copyright Jesuítas Brasil – Preferência Apostólica Amazônia. Feito com por

NEWSLETTER

© Copyright Jesuítas Brasil – Preferência Apostólica Amazônia. Feito com por