Valores

Valorizamos a ação pastoral experimentada na escuta aos clamores do povo, pela encarnação na realidade, na evangelização libertadora e inculturada, no diálogo com outras espiritualidades – especialmente a dos povos tradicionais, no respeito à multiculturalidade e interculturalidade, comprometida com a Ecologia Integral, na atitude evangélica de contínua conversão que pressupõe oração e discernimento, na solidariedade e na justiça com os pobres, na sinodalidade e no profundo amor a Jesus Cristo.

Nossos pastores apontam para a necessidade e a importância do testemunho de uma “Igreja que armou sua tenda na Amazônia”. Como discípula atenta à Palavra, a comunidade cristã é fortalecida na vivência e no testemunho dos valores da justiça do Reino de Deus, propagados e vividos no seio da sociedade, inclusive na experiência do diálogo ecumênico e inter-religioso.

Comprometidos com o reconhecimento da sacralidade de toda a criação, todos nós, enquanto PAAM, carregamos a responsabilidade de promover um novo paradigma relacional frente à natureza. Isto exigirá a prática do cuidado com a casa comum, opondo-se corajosamente a um sistema socioeconômico destrutivo e excludente. 

Assim, desejamos assumir com nossos Pastores o espírito de uma Igreja sempre mais:

– Compassiva e misericordiosa – Jesus peregrino, humano e humanizador prepara-nos para sermos cireneus para ajudá-lo a levar a cruz. Para nós, a compaixão e a misericórdia são constitutivas do nosso ser contemplativo na ação, ação discernida juntos, alimentando a esperança solidária de assegurar a autêntica qualidade de vida para todos;

– Solidária e samaritana – caminhando com o povo mais sofrido, especialmente os indígenas, agricultores, ribeirinhos, migrantes, quilombolas e marginalizados das periferias de nossas cidades;

– Ministerial e missionária – favorecendo, tanto pela formação quanto pela responsabilidade nas tomadas de decisão, o protagonismo dos leigos e leigas;

Irmã da criação – pois se estima como membro de uma única família que habita este planeta considerado como a sua “casa comum”; 

– Parceira e companheira – somando em redes com outras entidades (REPAM, CELAM, CEAMA, CLAR) e articulando-se para dar respostas conjuntas aos grandes desafios pastorais e socioambientais da “Pan-Amazônia: fonte de vida para o Mundo, no coração da Igreja”.  

NEWSLETTER

NEWSLETTER

© Copyright Jesuítas Brasil – Preferência Apostólica Amazônia. Feito com por

NEWSLETTER

© Copyright Jesuítas Brasil – Preferência Apostólica Amazônia. Feito com por